Novo Ensino Médio



Nas últimas semanas, tem acontecido diversas discussões à respeito da reforma do  Novo Ensino Médio anunciada pelo Ministério da Educação (MEC) e sancionada pelo presidente Michel Temer. No entanto, embora tenha havido inúmeras explicações nos veículos de comunicação, muitas pessoas ainda continuaram com algumas dúvidas sobre do que se tratava essa tal reforma. Portanto, com o objetivo de lhe ajudar, preparamos esse artigo explicando os principais pontos à respeito da reforma do novo ensino médio.

Novo Ensino Médio

Novo Ensino Médio

O que é Novo Ensino Médio?

O novo ensino médio é uma reforma estrutural da grade atual do ensino médio. Esta reforma permite a flexibilização da grade curricular, desta forma, permitirá que o aluno escolha uma área de conhecimento para aperfeiçoar seus conhecimentos. Além de melhorar o interesse dos alunos, o novo ensino médio permitirá a aproximação da escola com a realidade dos estudantes com foco nas novas exigência do mercado de trabalho.

As novas medidas valerão tanto para escola pública quanto privada. No entanto, acalme-se, o novo modelo de reforma do ensino médio levará um tempo para ser implementado. Desta forma, essas medidas só passaram a fazer parte do cotiado escolar dos alunos do ensino médio em meados de 2019.

Reforma do Novo Ensino Médio

Reforma do Novo Ensino Médio

Para estimular a adesão de novas unidades, o Governo criou o Programa de Fomento ao Ensino Médio em Tempo Integral. Com esse projeto, seria enviado mais de 2 mil reais por aluno anualmente para ajuda no custeamento das despesas com a implantação.

Veja também:

  • Como realizar sua inscrição no SISU 2018;
  • Guia sobre financiamento estudantil FIES 2018.

Principais Pontos do Novo Ensino Médio

A reforma do Novo Ensino Médio contém alguns pontos que são essenciais para o entendimento sobre o que o governo quer propor. É ideal que leia estes pontos atentamente para não tirar uma conclusão errônea sobre esta nova grade curricular que entrará em vigor nos próximos anos.

  • Currículo escolar: Antes da reforma do ensino médio, os estudantes teriam que cursar 13 disciplinas ao longo dos três anos da modalidade. Essas disciplinas eram: matemática, português, história, geografia, sociologia, artes, educação física, filosofia, literatura e língua estrangeira. Já com o novo ensino médio, somente inglês, português e matemática serão obrigatórias durante os três anos do ensino médio. O resto da grade curricular será definida 60% pela Base Nacional Comum Curricular. Já os 40% estão destinados aos itinerários formativos, que corresponde a área de conhecimento que a aluno deseja estudar. No caso, poderá ser linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e formação técnica e profissional.
  • Aumento da carga horário: Atualmente, o ensino médio possui uma carga horária mínima de 800 horas anual. Com a reforma, esse valor será aumentado gradualmente para 1,4 mil horas por ano. No caso, isso corresponde à 7 horas dentro da sala de aula.
  • Formação técnica: O novo ensino médio irá preparar os alunos para o mercado de trabalho. Com a reforma, será oferecido formação técnica profissional, com aulas na modalidade prática ou teórica. Esse ensino técnico irá acontecer dentro do período normal, sem precisar que o aluno esteja na modalidade de ensino integral.
Mudanças-Novo-Ensino-Médio

Mudanças-Novo-Ensino-Médio

No entanto, a reforma do Novo Ensino Médio, ajuda a nos prepararmos melhor para vários cursos, para o próprio Ensino Médio e para vestibulares, como o ENEM 2018, Sisu, Prouni, entre outros. Se formos analisar todos os pontos, podemos concluir que não existem apenas pontos negativos na Reforma, mas positivos também.

Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Responder